Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

5 dicas para escolher um Chuveiro Lava-Olhos

5 dicas para escolher um Chuveiro Lava-Olhos

Os responsáveis de segurança sabem a importância de usar corretamente Chuveiro Lava-olhos de segurança para remover substâncias perigosas dos olhos, rosto ou corpo. Eles também sabem que o verdadeiro teste de qualquer programa de segurança depende do nível de preparação de uma instalação antes de uma emergência e seu protocolo de emergência imediatamente após a situação.

Os seguintes elementos de um programa de segurança no local de trabalho se concentram na melhoria dos processos antes e depois da ocorrência de uma lesão.

1 – Realizar uma pesquisa no local para identificar riscos e necessidades do chuveiro lava-olhos

Comece com uma avaliação completa do local que identifique áreas de risco, perigos potenciais e necessidades de emergência. Em geral, um levantamento do local leva em consideração os principais fatores do local de trabalho, como localização do produto, abastecimento de água, temperatura da água, acessibilidade e seleção de equipamentos.

Parte de uma avaliação do ambiente inclui uma avaliação baseada em atividades. Por exemplo, se ocorrerem operações de esmerilhamento, lixamento ou usinagem, são necessários chuveiro lava-olhos encanados. Se produtos químicos estiverem sendo usados ​​na instalação, um trabalhador pode ser respingado com um produto químico corrosivo ou ser exposto a um vapor químico e, portanto, precisaria de acesso rápido a um chuveiro lava-olhos para enxaguar todo o corpo.

Comece consultando as Fichas Técnicas de Dados de Segurança, fornecidas por fabricantes, distribuidores ou importadores de produtos químicos para cada produto químico perigoso localizado na instalação. As fichas incluem informações como dados físicos, toxicidade, efeitos à saúde, primeiros socorros, reatividade, armazenamento, descarte, equipamento de proteção e procedimentos de manuseio de derramamento.

Também é importante consultar a normas para Equipamentos de chuveiro lava-olhos de Emergência, que descreve os requisitos específicos de instalação, teste, desempenho, manutenção, treinamento e uso para equipamentos de lavagem de olhos e chuveiros de emergência.

Além da pesquisa inicial do local, é fundamental revisar periodicamente a colocação, instalação, padrões e requisitos, bem como os mais recentes avanços em produtos/tecnologia para melhorar o desempenho dos dispositivos de segurança. Certifique-se também de realizar pesquisas no local em caso de expansão, realocação ou modificação dos processos de trabalho no local.

2 – Conheça suas opções de equipamentos de emergência

Como parte de uma avaliação do local, serão discutidas soluções de conformidade e recomendações de fixação. Três tipos principais de lava-olhos e chuveiros de emergência incluem:

Lava-olhos de emergência:

  • Eficaz para derramamentos, respingos, poeira ou detritos que possam afetar apenas os olhos.
  • Forneça um fluxo controlado de água para ambos os olhos simultaneamente.
  • Forneça um suprimento ininterrupto de 15 minutos de água morna. As unidades encanadas podem fornecer um volume maior de água – entre 7,5 e 19,0 litros por minuto.

Estações de lavagem de olhos/face de emergência:

  • Usado quando todo o rosto está em risco de derramamentos, respingos, poeira e detritos.
  • Irrigue os olhos e o rosto simultaneamente.
  • Forneça um grande padrão de distribuição de água – um mínimo de 11,4 lpm – para enxaguar os olhos e todo o rosto.

Chuveiro lava-olhos de emergência:

  • Usado quando áreas maiores do corpo estão em risco.
  • Lavar uma porção maior do corpo, mas não é apropriado para os olhos (uma combinação de lavagem dos olhos e chuveiro pode ser usada para lavar simultaneamente os olhos e lavar áreas maiores do corpo).
  • Forneça fluido de lavagem de 75,71 lpm.
  • Ao selecionar equipamentos de emergência, quanto mais novos, melhor, pois os fabricantes de produtos estão continuamente procurando novas maneiras de melhorar a eficácia dos lava-olhos e chuveiros. A tecnologia de dinâmica de fluidos é um avanço recente que melhorou o desempenho do produto e aumentou o nível de proteção e conforto dos funcionários.

3 – Concentre-se na localização e colocação adequadas dos acessórios

Números apropriados e adequados de unidades devem estar estacionados perto de perigos, facilmente vistos e acessados, e estar imediatamente em boas condições de funcionamento. Aqui estão algumas práticas recomendadas para colocação de dispositivos de emergência, que refletem o padrão ANSI/ISEA Z358.1-2014:

As luminárias devem estar dentro de 16 metros de um perigo potencial e não levar mais de 10 segundos para serem alcançadas. O acesso ao chuveiro lava-olhos não deve ser obstruído por detritos ou outros perigos que possam impedir o uso.

O chuveiro lava-olhos deve estar no mesmo nível do perigo. Se houver portas entre o perigo e o acessório, elas devem girar na direção do deslocamento.

Se a capacidade do trabalhador de andar ou se mover puder ser afetada pela exposição química, o acessório deve ser colocado mais próximo do trabalhador.

A altura das lavagens dos olhos e dos olhos/face deve estar entre 84 e 135 centímetros, e medida do chão até o fluxo de água (não na borda do lavatório).

Se forem usados ​​produtos químicos altamente corrosivos, o chuveiro lava-olhos deve ser colocado imediatamente ao lado do perigo.

Se um possível derramamento de produtos químicos em uma área puder afetar vários trabalhadores, instalações suficientes devem estar instaladas para que todos tenham acesso.

Todos os chuveiro lava-olhos devem ser identificados com sinalização bem visível (verde claro é fácil de identificar) e bem iluminada; deve poder ser ativado em um segundo ou menos.

4 – Treinar funcionários e testar equipamentos

Os funcionários devem ser instruídos sobre a localização do chuveiro lava-olhos, como usá-los de forma eficaz e como alertar as equipes de resposta médica de emergência durante uma situação de emergência para garantir o melhor resultado. Embora a eficácia do produto seja importante, a conscientização, a educação e a confiança dos funcionários ajudam os trabalhadores a tomar decisões mais bem informadas – antes, durante e depois – de uma situação de emergência.

Inspeções semanais de equipamentos – e ativações – devem ser realizadas e documentadas.

5 – Confirme o protocolo para resposta de emergência

Cada funcionário deve ser treinado sobre quais medidas tomar para ajudar o(s) funcionário(s) afetado(s) e como relatar emergências ao pessoal médico de emergência. Dispositivos de sinalização, que são conectados a chuveiros e lava-olhos, ajudam a agilizar a resposta a emergências.

Após a ativação das luminárias, os dispositivos de sinalização acendem automaticamente uma luz intermitente altamente visível e um som alto projetado para cortar o ruído ambiente. Os sistemas de sinalização chamam outras pessoas para ajudar, chamam a atenção para a localização precisa da necessidade, alertam o gerenciamento para entrar em contato com os socorristas e fornecem monitoramento remoto de equipamentos de segurança.

Caso precise de algum desse equipamento, móveis ou acessórios para laboratório, entre em contato conosco através dos canais abaixo:

https://hipperquimica.com.br

https://instagram.com/hipperquimica

https://facebook.com/hipperquimica

Ou entre em contato com a Hipperquímica através do e-mail:  vendas1@hipperquimica.com.br ou pelo telefone (15) 3266-4300.

Siga a Hipperquímica no Instagram e se inscreva canal do Youtube!

Desde 1990 no mercado, fazendo o justo e perfeito para nossos clientes! Será um prazer trabalhar em conjunto com você!

Confira nossas últimas postagens

Venha nos visitar!

Banner FCE
banner FCE mobile

Estande

J099