Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Cultura de células, como uma cabine de fluxo laminar pode ajudar a prevenir a contaminação nesse trabalho.

Cultura de Células

Se você já teve a oportunidade de visitar um laboratório de cultura de células ou está pensando em abrir o seu próprio laboratório, é provável que você já tenha se questionado:

Quais são os equipamentos essenciais que eu preciso para o meu laboratório?

Quando se trata de um laboratório de cultura de células em pleno funcionamento, a esterilidade é crucial e existem certos equipamentos necessários para garantir esse requisito.Hoje, gostaríamos de destacar a importância das cabines de fluxo laminar entre todos os equipamentos necessários para manter a esterilidade.

O que é cultura de células?

A cultura de células envolve extrair células de organismos animais ou vegetais e cultivá-las em um ambiente artificial favorável. As células podem ser removidas do tecido diretamente e separadas por meios enzimáticos ou mecânicos antes do cultivo, ou podem ser derivadas de uma linhagem celular estabelecida.

Cultura Inicial

A cultura inicial é o estágio em que as células são isoladas do tecido e se proliferam nas condições adequadas até preencher todo o espaço disponível no substrato (ou seja, atingir a confluência). Nessa fase, as células devem ser sub cultivadas, ou seja, transferidas para um novo recipiente com meio de crescimento fresco para proporcionar mais espaço para o crescimento contínuo.

Linhagem Celular

Após a primeira sub-cultivação, a cultura inicial passa a ser chamada de linhagem celular ou subclonagem. As linhagens celulares derivadas das culturas iniciais têm uma vida útil limitada (ou seja, são finitas), e à medida que são passadas, as células com maior capacidade de crescimento predominam, resultando em um grau de uniformidade genotípica e fenotípica na população.

Cepa Celular

Se uma subpopulação de uma linhagem celular for selecionada positivamente na cultura por meio de clonagem ou algum outro método, essa linhagem celular se torna uma cepa celular. Geralmente, uma cepa celular adquire alterações genéticas subsequentes à linhagem parental original.

Equipamentos para cultura de células

Os requisitos específicos de um laboratório de cultura de células variam de acordo com o tipo de pesquisa realizada. Por exemplo, as necessidades de um laboratório especializado em cultura de células de mamíferos para pesquisa em câncer são bastante diferentes das de um laboratório especializado em cultura de células de insetos para expressão de proteínas. No entanto, todos os laboratórios de cultura de células têm um requisito comum de manter um ambiente livre de microorganismos patogênicos (ou seja, assepsia) e compartilham alguns equipamentos básicos essenciais para a cultura de células. 

Área de Trabalho Asséptica

O requisito fundamental de um laboratório de cultura de células é a necessidade de manter uma área de trabalho asséptica dedicada exclusivamente às atividades de cultura de células. Embora seja preferível ter uma sala de cultura de tecidos separada, ainda é possível usar uma área designada dentro de um laboratório maior para manipulação estéril, incubação e armazenamento de culturas de células, reagentes e meios de cultura. A forma mais simples e econômica de fornecer condições assépticas é por meio do uso de uma cabine de fluxo laminar (também conhecida como cabine de segurança biológica classe I).

Cabines para trabalho de cultura de células.

As cabines de cultura de células são utilizadas para fornecer uma área de trabalho asséptica e conter respingos ou aerossóis infecciosos gerados durante procedimentos microbiológicos. Existem três tipos de cabines de cultura de células, classificadas como Classe I, Classe II e Classe III, cada uma atendendo a diferentes necessidades de pesquisa e clínicas.

As cabines de cultura de células Classe I oferecem proteção significativa ao pessoal do laboratório e ao ambiente, desde que sejam utilizadas boas técnicas microbiológicas. No entanto, elas não fornecem proteção às culturas contra contaminação. Seu design e características de fluxo de ar são semelhantes às capelas de exaustão química.

As cabines de cultura de células Classe II são projetadas para trabalhos com materiais de biossegurança de nível 1, 2 e 3, e também fornecem um ambiente asséptico necessário para experimentos de cultura de células. É recomendado o uso de uma cabine de biossegurança Classe II para lidar com materiais potencialmente perigosos, como culturas derivadas de primatas, culturas infectadas por vírus, radioisótopos, substâncias cancerígenas ou reagentes tóxicos.

As capelas de biossegurança Classe III são herméticas e oferecem o mais alto nível de proteção ao pessoal e ao ambiente. São necessárias para trabalhos envolvendo patógenos humanos conhecidos e outros materiais de biossegurança de nível 4.

As cabines de cultura de células possuem características de fluxo de ar que protegem o ambiente de trabalho contra poeira e outros contaminantes transportados pelo ar, mantendo um fluxo constante e unidirecional de ar filtrado por HEPA sobre a área de trabalho. O fluxo de ar pode ser horizontal, soprando paralelamente à superfície de trabalho, ou vertical, soprando da parte superior do gabinete para a superfície de trabalho.

É importante observar que as cabines de fluxo laminar, que possuem fluxo laminar horizontal ou vertical, não são consideradas cabines de biossegurança. Esses equipamentos liberam ar filtrado por HEPA na parte traseira do gabinete, em direção ao usuário, e podem expor o usuário a materiais potencialmente perigosos. As cabines de fluxo laminar fornecem apenas proteção ao produto e podem ser utilizadas em atividades livres de poeira, como a montagem estéril de equipamentos ou dispositivos eletrônicos. No entanto, nunca devem ser usadas para manipular formulações de medicamentos ou materiais potencialmente infecciosos.

Veja mais nos links abaixo:

Como a cabine de fluxo laminar pode prevenir a contaminação na cultura de células?

Provavelmente, depois de ler todo o conteúdo acima você já deve saber a resposta para essa pergunta, mas em resumo, a resposta é essa:

As cabines de fluxo laminar desempenham um papel crucial na criação de um ambiente de trabalho livre de partículas ao direcionar o ar através de um sistema de filtragem. Isso é especialmente importante na cultura de células, onde a contaminação por partículas presentes no ar ambiente pode afetar negativamente os cultivos.

As partículas presentes no ar, como micróbios, podem cair em objetos e causar contaminações, o que é indesejável para a cultura. Para evitar isso, é fundamental garantir que o ar que flui sobre as ferramentas, recipientes e amostras seja limpo e estéril. As cabines de fluxo laminar proporcionam esse ambiente controlado, onde o ar é filtrado e direcionado de forma unidirecional sobre a área de trabalho, ajudando a minimizar a contaminação.

Portanto, as cabines de fluxo laminar são equipamentos essenciais em laboratórios de cultura de células, uma vez que o trabalho estéril é fundamental para o sucesso da cultura. Elas ajudam a criar as condições necessárias para uma cultura de células livre de contaminação e contribuem para resultados mais confiáveis e consistentes.

Caso precise de algum desses equipamentos, móveis ou acessórios para laboratório, entre em contato conosco através dos canais abaixo:

https://hipperquimica.com.br

https://instagram.com/hipperquimica

https://facebook.com/hipperquimica

Ou entre em contato com a Hipperquímica através do e-mail:  vendas1@hipperquimica.com.br ou pelo telefone (15) 3266-4300.

Siga a Hipperquímica no Instagram e se inscreva no canal do Youtube!

Desde 1990 no mercado, fazendo o justo e perfeito para nossos clientes! Será um prazer trabalhar em conjunto com você!

Confira nossas últimas postagens

Venha nos visitar!

Banner FCE
banner FCE mobile

Estande

J099